quinta-feira, 31 de maio de 2012

Marco Feliciano entra com representação contra filme brasileiro

Deputado encaminhou notificação à Polícia Federal e à Vara da Infância e da Juventude
por Michael Caceres


 
Cena do filme, E aí... comeu?
O deputado federal Marco Feliciano, enviou notificação à Polícia Federal e a Vara da Infância e da Juventude, contra a Globo Filmes, pelo trailer da comédia “E Aí, comeu?”, que estreia dia 22 de junho.
O filme com Bruno Mazzeo, Marcos Palmeira e Emilio Orciollo, aborda o relacionamento sexual. Três amigos discutem em uma mesa de bar sobre suas crises sentimentais. O filme é dirigido por Felipe Joffily e tem a participação de Dira Paes, Seu Jorge, Murilo Benício, Tainá Müller e Katiuscia Canoro, entre outros.
Para o Pastor Marco Feliciano o filme deve ser proibido para menores de 18 anos. “A liberação dessa obra que se mostra bem obrada, para menores de 14 anos, demonstra a clara intenção de banalizar os costumes com jargões de duplo sentido”, comentou Marco durante discurso na Câmara dos Deputados.
“Nessa propaganda, apenas pela sinopse já se tem ideia do conteúdo manifestamente impróprio para menores, adolescentes de 14 anos e abaixo de 18 anos”, disse.
No trailer do filme também aparece uma criança questionando em meio à discussão de um casal “o que é tezão?” e comentando “Também quero tezão”.
“Vou notificar o Ministério Público do Menor e a Policia Federal, para que juntamente com o Conselho Tutelar, tome enérgicas providencias no sentido de responsabilizar os produtores desse filme para explicar a exposição dessa criança à situação que a meu ver vilipendia sua inocência”, concluiu o deputado.
Marco Feliciano encaminhou a Ivone Ferreira Caetano, Juíza Titular da Vara da Infância e da Juventude e ao senhor Valmir Lemos de Oliveira, Superintendente da Polícia Federal, cópia de seu discurso na Câmara, pedindo orientação de que tipo de providencia pode ser tomada.
Leia a integra do documento:
Estou encaminhando, em anexo, cópia de pronunciamento que realizei no dia de hoje, manifestando repúdio à propagandas enganosas na TV que, com palavras de baixo calão, acabam expondo as crianças e originando situações de embaraço e constrangimento nas famílias e escolas.
Considerando a relevância do assunto, solicito a Vossa Excelência a gentileza de apurar se situação como esta caracterizaria “ilícito penal” e, se for o caso, quais providencias poder-se-ia tomar.
Ao ensejo, agradeço a atenção e me coloco meu gabinete a disposição para colaborar em tudo que estiver ao meu alcance.
Atenciosamente,
Pr. Marco Feliciano
Deputado Federal PSC/SP

Casal cristão paquistanês é absolvido de prisão perpétua


Eles foram condenados pelo crime de blasfêmia e por supostamente terem insultado o profeta Maomé

A juíza Mazhar Ali Akbar Naqvi, da Alta Corte de Lahore, resolveu absolver o casal Munir Masih e sua esposa Ruqayya da pena de prisão perpétua porque os promotores não conseguiram provas de que eles teriam profanado o Alcorão e insultado o profeta Maomé.
O casal foi denunciado em dezembro de 2008 por Muhammad Nawaz depois que seus filhos tiveram desentendimentos com os filhos do casal cristão. A lei da blasfêmia no Paquistão é rotineiramente usada na tentativa de se vingar de cristãos dentro de disputas de ordem pessoal.
As acusações foram feitas em Mustafabad, no distrito de Kasur, indicando que Ruqayya Masih teria tocado o Alcorão sem ablução (larvar o corpo ou parte dele, ritual usado nos cultos orientais) colocando seu esposo como cúmplice já que ele não teria impedido sua mulher de completar o ritual. Nawaz também alegou que o casal insultou o profeta Maomé.
Diante desse caso o tribunal chegou a condená-los, isso em 2010, a prisão perpétua, mas recentemente um novo julgamento conseguiu reverter a sentença dos cristãos já que não houve testemunhas para acusá-los.
Munir e Ruqayya possuem seis filhos, sendo quatro meninas e dois meninos, presos em 2008 o esposo só foi liberado após pagar fiança, mas a mãe das crianças continuou presa respondendo pelo crime ter folheado o Alcorão sem ter se lavado antes. Foi um vizinho quem deu o livro de presente para Ruqayaa que testemunhou isso no tribunal, dizendo que guardou o presente e realmente a polícia encontrou o Alcorão envolto em um pedaço de pano no armário.
Depois do último julgamento a mulher foi solta nesta segunda-feira (21) e pode voltar para casa e cuidar de seus filhos.
Com informações Portas Abertas

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Outdoor que anunciava “Jesus cura o câncer” é proibido por governo

Autoridades consideram a frase como “propaganda enganosa”


O outdoor da igreja anunciando que “Jesus cura o câncer” violou as normas de publicidade, sugerindo que uma igreja poderia oferecer algo que as outras não podem. Essa foi a decisão da Advertising Standards Authority, órgão governamental regulador da Nova Zelândia.
Uma igreja evangélica da cidade de Napier resolveu inovar e colocou anúncios com a frase “Jesus cura o câncer – conheça uma igreja diferente”.
A mãe de um menino que luta contra o câncer denunciou o outdoor como propaganda enganosa para as autoridades do país. “Sendo mãe de um menino de três anos que passou os últimos 18 meses lutando contra a leucemia, achei o cartaz ofensivo e perturbador. Ele não demonstra nenhuma compaixão e compreensão aos que enfrentam um câncer ou perderam entes queridos para essa doença”.
Em sua petição inicial, a senhora Condin alega que o outdoor fez seu sangue ferver por que “traz de volta memórias tristes daquelas pessoas em minha vida que perdi para o câncer. É uma propaganda enganosa.” Afirmou ainda que o cartaz era perigoso e enganador, pois poderia oferecer falsas esperanças e atrair pessoas vulneráveis por causa da doença e da tristeza que causa.
“Eu ficaria mais feliz se o outdoor dissesse ‘Jesus cura’, algo que poderia ser interpretado como cura espiritual ou emocional, o que eu acredito estar mais de acordo com o que a igreja pode oferecer”.
Os líderes da igreja explicam que nunca tiveram a intenção de ofender ou criar um problema para a comunidade.
Eles retiraram o outdoor, mas logo em seguida o substituíram por um novo, que dizia “Jesus cura todas as enfermidades e doenças – Mateus 4:23″.
A igreja se defende, dizendo que a Bíblia é sua fonte autorizada e confiável de informação e traz diversos relatos de Jesus curando os doentes.
“Nossa crença é justificada pelo fato de seis pessoas de nossa congregação testemunharam que Jesus as curou do câncer”, afirma um representante da igreja. A igreja disse ainda que publicidade religiosa e liberdade de expressão são componentes essenciais de uma sociedade livre e democrática. Na sua análise, a Advertising Standards Authority, disse que a propaganda violou o código de ética da publicidade, pois aquela era uma declaração contundente de algo que é apenas a crença daquela igreja.
Disse ainda que reconhece a vulnerabilidade e as sensibilidades de uma parcela do público exposto à propaganda, mas admitia ser improvável que as pessoas abrissem mão do tratamento médico convencional por causa da frase “Jesus Cura do Câncer”.
Mesmo assim, o outdoor poderia causar confusão para algumas pessoas que poderiam interpretar que aquela igreja estava oferecendo algo que não podia garantir.
Embora afirme entender que a igreja queria apenas oferecer “uma mensagem de esperança”, entende que era uma ofensa às pessoas que estavam lidando com o câncer e possuem outro tipo de fé ou nenhuma fé.
Traduzido e adaptado de TV NZ
Fonte

terça-feira, 29 de maio de 2012

Google, Facebook e Apple estão censurando material cristão

“Discurso do ódio” tem sido a justificativa mais comum para retirar do ar material religioso
por Jarbas Aragão


 
Google, Facebook e Apple estão censurando material cristão
Um estudo apresentado pela associação de comunicadores cristãos, National Religious Broadcasters (NRB), sediada nos Estados Unidos, aponta que existe uma tendência crescente a censurar questões religiosas na internet, especialmente  em relação ao cristianismo.
O informe tem um nome complicado: “True Liberty in a New Media Age: An Examination of the Threat of Anti-Christian Censorship and Other Viewpoint Discrimination on New Media Platforms” [Liberdade Verdadeira numa Nova Era Midiática: Análise da Ameaça da Censura Anticristã e da Discriminação de outras opiniões nas Novas Plataformas]. Mas a conclusão é que há fortes indícios disso, principalmente nas empresas Google, Apple, Facebook e Twitter.
A parte final mostra preocupação com os grandes grupos que hoje dominam a internet: “Nossa conclusão é de que as ideias e outros conteúdos religiosos cristãos enfrentam um perigo claro de censura nas plataformas de comunicação baseadas na rede”. Afinal, algumas empresas já proibiram abertamente conteúdo cristão, enquanto outras estabeleceram diretrizes que podem levar à censura. Veja os destaques:
A Apple já bloqueou vários aplicativos de conteúdo cristão na loja iTunes.  A primeira vez foi em março de 2011, quando censurou o material da Exodus International, ministério que se dedica a ajudar homossexuais a mudar seu estilo de vida. A empresa de Steve Jobs considerou o material ofensivo e disse que “violava suas diretrizes”.
Em julho de 2011, a Apple retirou da loja iTunes o material da Christian Values Network, portal que financia organizações de caridade. O motivo seria as reclamações recebidas de que algumas organizações assistenciais tinham posturas fundamentalistas e se posicionavam contra os direitos dos homossexuais.
O estudo conclui que a chamada “política de conduta da Apple” não usa os mesmos critérios quando se trata de humor ou comentários políticos, que desfrutam de privilégios mesmo que possam ofender determinados grupos.  Existem mais de 420 mil aplicativos e apenas os cristãos foram censurados.
Segundo o relatório, o site de buscas do Google se negou a veicular um do Christian Institute, justificando que tem “a política de não permitir publicidade relacionando a aborto e religião”.
O Christian Institute processou a empresa, porém, o Google ainda bloqueia qualquer anúncio que contenha frases como “o aborto é assassinato” ou similares.
Existem produtos e promoções que não são oferecidos a igrejas, grupos religiosos ou organizações que levem em consideração a religião ou orientação sexual ao contratar seus empregados. Além disso, a NRB afirma que quando operou na China com uma versão local, o Google mostrou concordância em cooperar com o governo para bloquear listas de palavras relacionadas com grupos religiosos.
O informe da NRB cita ainda o que disse Scott Cleland, ex-subsecretário adjunto norte-americano para Políticas de Informação e Comunicação. Segundo ele, “o Google rejeita os valores tradicionais judaico-cristãos”. Recentemente, dois ministérios evangélicos alegaram terem seus vídeos retirados do Youtube (que pertence ao Google) por exibirem “mensagem de ódio”. Na verdade, eram vídeos falando contra o aborto e o casamento gay.
“Na semana passada, o YouTube proibiu uma mensagem do rabino ortodoxo Yehuda Levin porque ele criticou o movimento pelos direitos dos gays”, disse Craig Parshall, vice-presidente da NRB. Novamente, a justificativa foi “discurso do ódio”.
Ainda segundo o informe, o Facebook proíbe “conteúdo religioso incitante e agendas político-religiosas” e também aplica censura, apagando comentários anti-homossexuais e mantem parcerias com organizações que promovem o estilo de vida LGBT.
O Twitter é quem possui o controle menos rígido, mas possui a  definições muito confusas do que consideram “discurso do ódio”, usando um filtro para que certos termos não entrem nos Trending Topics, assuntos mais comentados do momento.
Por fim, os provedores de serviços de internet Comcast, AT&T e Verizon também violam a liberdade de expressão e suas normas permitiriam censurar qualquer conteúdo cristão, afirma o estudo.
Traduzido e adaptado de CBN e Charisma News

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Evangélicos distribuem abraços em ruas de cidade paranaense

Iniciativa chamou atenção dos moradores de Cascavel (PR)
por Jarbas Aragão


 
Evangélicos distribuem abraços em ruas de cidade paranaense
Quem passou neste sábado (26) pelo Calçadão da Avenida Brasil, no centro de Cascavel, cidade do Oeste paranaense, recebeu uma oferta inesperada.
A iniciativa do grupo de jovens da Comunidade Evangélica Vida Feliz era simplesmente distribuir abraços. Este é o segundo ano que o grupo realiza a ação, que é inspirada no “Dia do Abraço”, comemorado na última terça-feira (22).
Embora a distribuição de “abraços grátis” tenha causado certa estranheza em quem passava pelo local, dezenas de pessoas receberam a oferta. Alguns desconfiavam e não retribuíam, mas muitos se rendiam e atendiam ao pedido.
O jornalista Adair Dalastra diz que gostou “Eu disse a ela que numa época de tantas pancadas, receber um abraço mesmo que onerado teríamos prazer, imagine de graça, de pessoas simpáticas, bonitas e que nos transmitem mensagens gostosas”, diz.
A professora Juliana Andreia Borba ficou satisfeita de começar seu dia assim. “Hoje a gente precisa mais disso, um carinho, um abraço, com tanta coisa que vem acontecendo”, comemora.
O pastor Patrício Fernandes, que liderava o grupo, explicou o que os motivou: “É uma forma inusitada, diferente, que atrai a atenção das pessoas para levar um pouco do amor de Jesus, da palavra. É uma maneira de transmitir o Evangelho de uma forma diferente. As pessoas precisam de um abraço e estamos oferecendo de graça”. E já avisou que ano que vem farão novamente.
Com informações CGN UOL

Aluno é suspenso de escola por usar camiseta com dizer evangélico


Pastor e família afirmam que isso é uma violação da liberdade de expressão


Um adolescente canadense foi suspenso da escola por usar uma camiseta com os dizeres “A vida sem Jesus é um desperdício. Filipenses 3:8″. William Swinimer, 19 anos, de Chester Basin, Canadá, está no último ano da escola de ensino médio Forest Heights Community School. Ele alega que vem sofrendo perseguição religiosa.
Por causa dos dizeres de sua camiseta, ele já recebeu várias suspensões e atualmente enfrenta uma punição de cinco dias. Mesmo assim, alega que não irá parar de usar a camiseta.
Faye Sonier, assessores jurídicos, para o Centro de Fé e Vida Pública, ligado à Associação Evangélica do Canadá, disse que as medidas disciplinares da escola foram “inapropriadas”.
“Era inadequado a escola a suspender o aluno. O estudante simplesmente exerceu seu direito à liberdade de expressão e de religião”, disse Sonier. “As escolas e conselhos escolares parecem pensar que as escolas públicas devem ser uma zona livre de religião, mas isso não é certo. Na verdade, a Suprema Corte do Canadá deixou claro que as escolas devem ser um espaço inclusivo e acolhedor para todos”.
Em uma entrevista a uma publicação canadense, a Superintendente Educacional da Província, Nancy Pynch-Worthylake, explicou que Swinimer teve problemas por que alguns colegas reclamaram sobre a camisa.
“Eu sei que estão dizendo por ai que, de alguma forma, nós não permitimos crenças religiosas na escola, algo que é totalmente falso”, disse Pynch-Worthylake ao jornal National Post. “A questão é que outros alunos estão dizendo ter sentido que tratava-se de uma crítica a suas crenças. Foi só isso o que aconteceu nesta situação”.
Sonier explica que a mensagem da camisa não poderia ser visto como um conteúdo ofensivo e que os alunos e professores da escola deveriam “superar isso”. “Nós, canadenses, ofendemos uns aos outros todos os dias, intencionalmente ou não. Isso faz parte da vida em uma sociedade tão vibrante. E, na maioria das vezes, lidamos com isso muito bem… Mas não é algo que incita ódio. O Código Penal estabelece um padrão claro do que pode ser considerado propaganda de ódio. Eu não sei como alguém em sã consciência pode dizer que isso [o nome de Jesus] chega perto desse padrão”.
Recentemente, na América do Norte outro caso similar chamou atenção da mídia pela luta de outro aluno que foi proibido de usar uma camiseta na escola com os dizeres “Jesus não é homofóbico”.
O Centro de Fé e Vida Pública enviou uma carta aberta à Superintendência Educacional da Província, denunciando o tratamento de Swinimer e oferecendo argumentos jurídicos em favor do aluno. “A menos que uma pessoa possa agir de forma não-prejudicial no diálogo público, inspirado por suas crenças religiosas, então não há liberdade religiosa”, diz um trecho da carta.
Varrick Day, pastor da Igreja Jesus the Good Shepherd, onde a família de Swinimer cultua semanalmente, disse que incentivou o estudante tímido a falar. “Não se trata de uma camiseta… mas é preciso defender que os nossos filhos e netos tenham o direito à liberdade de expressão e de religião.. Isso é algo que está sendo tirado em nossas escolas”, disse o pastor.
Enquanto o Centro aguarda uma resposta do Conselho Escolar, Swinimer pretende continuar a vestir a camisa, como ele explicou a imprensa local. “Eu acredito que vale a pena me posicionar e defender não só os meus direitos religiosos, mas também meus direitos como cidadão”, disse o aluno.
Traduzido e adaptado de National Post

Fonte

domingo, 27 de maio de 2012

Jovem evangélica sobrevive à queda de avião

Hanna Luce e quatro amigos estavam se dirigindo para Iowa onde participariam de um evento religioso

Na madrugada da última sexta-feira uma aeronave caiu e explodiu no Kansas, Estados Unidos, matando quatro jovens. Apenas Hanna Luce, 22 anos, filha de um pastor, sobreviveu ao acidente e está internada.
Os jovens estavam se dirigindo para um evento cristão em Iowa. A aeronave, pilotada por Luke Sheets, 23 anos, saiu da universidade Oral Roberts, mas acabou perdendo o contato com o controle de tráfico aéreo.
Além do piloto, também morreram Austin Anderson, 27, Garrett Coble, 29, e Stephen Luth, de 22. Hanna foi internada no hospital da Universidade do Kansas, mas seu estado de saúde não foi divulgado.
A jovem é filha do administrador da faculdade Oral Roberts que também é pastor e fundador do Teen Mania Ministries, patrocinador do evento que aconteceu em Council Bluffs, para onde os jovens se dirigiam antes do acidente.
“O avião perdeu o contato com o controle de tráfego aéreo após ter recebido permissão para diminuir a altitude”, disse o porta-voz do órgão de aviação dos Estados Unidos para a imprensa. Foi essa mesma fonte que assegurou que o bimotor Cessna 401 explodiu depois da queda.
Com informações G1

sábado, 26 de maio de 2012

Outdoor assinado por Satanás pede para que fiéis não compareçam ao culto


A ideia era chamar a atenção da juventude mostrando que o diabo não deseja que eles estejam na igreja

Para tentar atrair os jovens para o culto de domingo, a igreja Redemption World Outreach Center resolveu criar um outdoor diferente, um recado assinado por Satanás pedindo para que ninguém fosse para a igreja.
“Por favor, não vá para a Redemption World Outreach Center neste domingo… Satanás”, diz o texto da campanha publicitária que recebeu muitas críticas de quem passou por esse outdoor.
O diretor de comunicação da Hampton Park Batist, Josh McCarnan, disse ao The Chistian Post que não conseguiu entender o significado da campanha. “Não entendi que tipo de motivos há por detrás dele, mas do ponto de vista gráfico, isso realmente não significa muita coisa para a igreja”, disse ele.
Mas o pastor da RWOC, Ron Carpenter, explicou que o motivo era chamar a atenção da juventude. “Quero voltar e alcançar as gerações de jovens e adultos que foram rotuladas como muito radicais, então eu pensei, preciso enviar uma mensagem radical para tentar recuperar a curiosidade de uma geração jovem”, disse o líder religioso.
O pastor também se justifica dizendo que com certeza o diabo não quer que as pessoas estejam na igreja. “Talvez gostem de falar sobre bem e o mal, mas evitam pronunciar o nome de demônios e de Satanás, porém, acreditamos que ele existe e que este é o lugar que ele realmente não quer que você esteja”.
Mas para o diretor de comunicação não faz sentido algum colocar um anúncio assinado pelo diabo como convite para atrair as pessoas para um culto de domingo. “Os Jovens não são bobos” diz McCarnan. “Não quero dizer que isso não vai funcionar, mas… em termos de marketing para igreja, isso não é uma das melhores estratégias que já vi”.
Com informações Christian Post

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Bob Marley aceitou Jesus e foi batizado sete meses antes de morrer

Funeral do cantor foi precedido por um culto com louvores a Deus

Robert Nesta Marley, ou simplesmente Bob Marley, morreu em 21 de maio de 1981. Seu pesado caixão de bronze foi levado para o topo da colina mais alta da vila Nine Mile, onde, 36 anos antes, ele havia nascido.
Juntamente com o corpo embalsamado de Marley, estavam no caixão a sua guitarra vermelha Gibson Les Paul e uma Bíblia aberta no Salmo 23. No final da cerimônia, sua viúva, Rita, jogou um pé de maconha.
O funeral foi precedido de um culto de uma hora de duração para a família e amigos íntimos na Igreja Ortodoxa Etíope da Santíssima Trindade, celebrado por Abuna Yesehaq, arcebispo da Igreja no hemisfério ocidental. Ele contou que havia batizado Marley em Nova York, em novembro do ano anterior, logo após seus últimos shows no Madison Square Garden. Seguindo a tradição etíope, Bob recebeu um novo nome durante o batismo: Berhane Selassie, ou “Luz da Trindade”.
Logo após as 11 da manhã, o culto começou com um hino anglicano, “Ó Deus, nossa ajuda em épocas passadas”, acompanhado pelos percussionistas da United Africa Band. Como a melodia do antigo hino, o arcebispo, leu passagens do Livro de João, em Ge’ez, uma antiga língua da Etiópia.
O governador-geral da Jamaica leu um trecho de 1 Coríntios: “O último inimigo a ser destruído é a morte” A congregação cantou outro hino conhecido, “Quão Grande És Tu”. Logo depois, foi lido parte de 1 Tessalonicenses 3: “Por esta razão, irmãos, ficamos consolados acerca de vós, em toda a nossa aflição e necessidade, pela vossa fé, Porque agora vivemos, se estais firmes no Senhor”.
O ritual fúnebre tipicamente cristão parece estranho para alguém que ficou mundialmente conhecido por ser seguidor do rastafarismo, seita tipicamente jamaicana que proclama Hailê Selassiê I, imperador da Etiópia, como a representação terrena de Jah (Deus). O termo rastafári tem sua origem em Ras (“príncipe” ou “cabeça”) Tafari (“da paz”) Makonnen, o nome de Selassiê antes de sua coroação.
O motivo disso é que a família de Bob Marley sabia, embora não aceitasse que o cantor recebera Jesus como seu Senhor e renegara o rastafarismo.
A jornalista Christine Thomasos do site Christian Today Austrália, cita uma entrevista de 1984 que o arcebispo Yesehaq deu ao jornal Jamaica Gleaner.
“Bob era realmente um bom irmão, um filho de Deus, independentemente de como as pessoas olhavam para ele. Ele tinha o desejo de ser batizado há muito tempo, mas havia pessoas próximas a ele que tentavam controla-lo e que estavam ligadas a um ramo diferente do Rastafari. Mas ele vinha à igreja regularmente”.
De acordo com Thomasos, Yesehaq explicou que o câncer terminal de Marley foi a motivação por trás de sua conversão: “Quando ele visitou Los Angeles, Nova York e a Inglaterra, ele compartilhou sua fé ortodoxa, e muitas pessoas dessas cidades vieram à igreja por causa do Bob.
Muitas pessoas pensam que ele foi batizado porque sabia que estava morrendo, mas não foi assim. Ele fez isso quando já não havia qualquer pressão sobre ele. Quando ele foi batizado, abraçou sua família e chorou, todos choraram juntos por cerca de meia hora”.
Andre Huie, do site GospelCity, escreve sobre o testemunho de Tommy Cowan, amigo íntimo de Bob Marley e esposo da cantora gospel jamaicana Carlene Davis. Cowan diz: “o que pode ser uma agradável descoberta para alguns é que Marley, pouco antes de morrer, confessou Jesus Cristo como Senhor. Em outras palavras, ele negou que Haile Selassie era Deus (como Rastas acreditam) e confessou a Jesus como o único Deus vivo e verdadeiro”.
Falando sobre o batismo de Bob Marley, Tommy disse ter ouvido o bispo descrever assim o batismo: “Em um momento ele (Bob) chorou por 45 minutos sem parar, suas lágrimas molharam o chão. O Espírito Santo desceu sobre seu corpo e ele gritou três vezes: “Jesus Cristo, Jesus, meu Salvador, Jesus Cristo”.
Traduzido e adaptado de Guardian, Christian Today e Beliefnet

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Judeus estão cada vez mais próximos de Jesus, afirma evangelista


O colunista do site da rede CNN relatou que um número crescente de judeus estão reivindicando Jesus como um personagem importante da história de seu país.
O jornalista Richard Allen Greene escreveu em seu blog na CNN.com : “No ano passado, uma série de autores judeus, incluindo populares, acadêmico e rabínicos, enfatizaram que os judeus deveriam pensar mais sobre em Jesus. Surpreendentemente, apresentaram opiniões positivas, incentivando seus compatriotas judeus a aprenderem sobre Jesus, entendê-lo e proclamá-lo como um igual”.
O evangelista Sid Roth, que apresenta o programa de TV com visão messiânica “É Sobrenatural!”, é um judeu messiânico. Ou seja, que acredita em Jesus como o Messias. Ele diz que o diálogo com os demais judeus sobre o assunto já mudou muito e estão longe os dias em que a comunidade não queria nem falar sobre Jesus.
A conclusão é que “eles o veem, na melhor das hipóteses, como um grande profeta ou um grande rabino”, diz Roth. “Eles negam sua divindade. Negam que ele é o Messias. Negam que ele morreu e ressuscitou dos mortos. Eles ainda não entendem as coisas direito. Entretanto, com certeza está muito melhor do que costumava ser”.
O evangelista afirma que, ao longo da história, “os judeus que não aceitaram Jesus como Messias encontraram-se na posição desconfortável e muitas vezes perigosa, de serem responsabilizados por sua morte. Em parte, a culpa é da teologia cristã padrão, a qual defende que o judaísmo foi substituído pelo cristianismo e, por isso, a aliança judaica com o divino não é mais válida desde a encarnação de Deus como Jesus e seu posterior sacrifício na cruz. Os judeus, por sua vez, sempre tentaram ignorar Jesus. Mas isso está mudando agora”.
Em seu livro “They Thought For Themselves” [Eles pensaram por si mesmos], Roth diz que Jesus é o Messias judeu e a única maneira como um judeu pode estar correto diante de Deus. Ele também recorda aos cristãos que existe um mandato para que todos compartilhem essa mensagem.
Ele lamenta “o cristão que abraça um amigo judeu, porque eles têm um laço comum de amor à nação de Israel, mas não ama esse pessoa o suficiente para arriscar falar-lhe sobre Jesus e possibilite que esse judeu possa ir para o mesmo céu que o cristão está indo”.
“Quando o templo judeu foi destruído, no ano 70, nós, os judeus, só tínhamos duas possibilidades para sermos justos diante de Deus: Ou acreditamos que Jesus é o nosso Messias, ou inventamos uma nova religião”, conclui Roth.
Roth iniciou seu programa de televisão em 1996, mostrando pessoas que experimentaram curas e milagres extraordinários, e tiveram um encontro pessoal com Deus. No final de cada programa, ele diz aos telespectadores como podem ter de fato um relacionamento íntimo com o Deus vivo, pela fé em Jesus.
Traduzido e adaptado de One New Snow

quarta-feira, 23 de maio de 2012

40 mil judeus ultra-ortodoxos reúnem-se para debater os riscos da Internet


Estádio de beisebol ficou lotado em reunião religiosa
por Jarbas Aragão


 
 40 mil judeus ultra-ortodoxos reúnem-se para debater os riscos da Internet
Milhares de judeus ultra-ortodoxos estiveram reunidos no estádio Citi Field, casa do New York Mets, para debater os perigos da Internet. As mulheres assistiram o evento em telões colocados no vizinho Arthur Ashe Stadium, que tem 20.000 lugares.
A visão era curiosa: aproximadamente quarenta mil homens vestidos com ternos pretos, camisas brancas e os característicos chapéus pretos ou kipás dentro de um estádio de beisebol onde não havia jogo algum. Os principais temas debatidos são as denuncias de abuso infantil em sua comunidade e os perigos da Internet, principalmente para os jovens.
Alguns manifestantes empunhavam cartazes com frase de apoio às crianças ultra ortodoxas que foram molestadas na comunidade. Para os participantes, muitos dos quais vieram para ouvir as instruções de seus rabinos, era a chance de ouvir sobre um assunto considerado muito importante. Trata-se dos problemas potenciais que podem resultar do livre acesso à pornografia e conteúdos explícitos na web.
No centro do estádio, uma espécie de palco foi montado, onde os rabinos conduziram as orações e fizeram discursos inflamados, pedindo que se evitasse toda a “sujeira” que pode ser encontrada na Internet. Muitos sermões foram feitos em hebraico e as traduções em inglês apareciam nos telões do estádio onde as imagens eram projetas.
Mesmo assim, muitos participantes são forçados a admitir que a Internet hoje tem um papel muito importante em suas vidas. Shlomo Cohen, 24, de Toronto, Canadá, diz que usa a Internet para negócios, compras e para manter contato com os amigos. “Todo mundo precisa de e-mail”, resume ele. Cohen disse que veio para o Citi Field, porque o encontro era uma boa maneira de fortalecer a sua comunidade e controlar a tentação. “Os estímulos e desejos estão aí o tempo todo”, disse Cohen, acrescentando que os homens são mais suscetíveis. “Temos que aprender a nos controlar”, finaliza.
Rafael Hess, 29 anos, de Nova Jersey, apontou para o seu telefone de última geração e disse que encontra a paz simplesmente desligando sua conexão com a Internet. “A vida é mais agradável, sem ela muitas vezes” afirmou, dando de ombros.
A imagem curiosa de ultra ortodoxos empunhando smartphones de ultima geração e tirando fotos ou mandando e-mails dava o tom do contraste gritante entre a complexa convivência entre a tradição milenar e a vida contemporânea.
Vários manifestantes estavam do lado de fora do estádio e mesmo dizendo que compartilhavam das crenças religiosas dos participantes, queriam mostrar apoio às vítimas do abuso sexual infantil denunciados. O problema, segundo eles, é que membros das comunidades ultra-ortodoxas foram desencorajados por seus familiares a chamar a polícia e denunciar o ocorrido.
Outro fato curioso é que um dos grandes patrocinadores do evento foi o grupo rabínico Ichud Hakehillos Letohar Hamachane, que é ligado a uma empresa de software que vende aplicativos para celular e software para computadores dedicados à “filtrar a Internet” para os judeus. Além de proibir a exibição de algumas imagens e de textos contendo uma lista de palavras proibidas, também ajuda os usuários a localizar sinagogas e restaurantes kosher (aprovados pelos rabinos).
Eytan Kobre, um porta-voz do evento, fez um discurso curioso aos repórteres que cobriam o evento. “O canto da sereia da Internet seduz a todos nós! Ela traz à tona o pior de nós!”, mas ele confirmou que o evento estava sendo transmitido ao vivo pela Internet, para que mais judeus pudessem acompanhar de casa.
Traduzido e adaptado de New York Times
Fonte

terça-feira, 22 de maio de 2012

Vamos resistir à crise criando empregos e investindo em infraestrutura, afirma Dilma

Presidenta Dilma Rousseff cumprimenta populares após cerimônia de assinatura da ordem de serviço das obras de construção da ponte sobre a Lagoa do Imaruí, em Santa Catarina. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
A presidenta Dilma Rousseff afirmou hoje (21) que o Brasil resistirá à crise econômica internacional gerando empregos e investindo em infraestrutura. Ao participar da cerimônia de assinatura da ordem de serviço das obras de construção da ponte sobre a Lagoa do Imaruí, na BR-101, em Santa Catarina, Dilma abordou os problemas econômicos enfrentados pela Europa e disse que o Brasil criou um conjunto de armas para enfrentar as crises externas.
“Me perguntaram outro dia se a gente estava preparado para o que puder acontecer na Europa. Eu posso assegurar a vocês, nós estamos 100% preparados, 200% preparados, 300% preparados (…) Nós vamos resistir à crise criando emprego, investindo em infraestrutura”.
Segundo a presidenta, o Brasil tem condições de enfrentar os graves efeitos da crise internacional que atinge os países ricos.
“Nós últimos anos, a partir do governo do presidente Lula, nós tivemos o cuidado de criar um conjunto de armas contra crises externas. Se vocês lembram bem, no passado, o mundo espirrava lá fora e nós pagávamos uma pneumonia. Hoje, nós não pegamos pneumonia”.
A presidenta reiterou o compromisso do seu governo com o crescimento do país e citou o investimento de R$ 500 milhões do governo federal na construção da ponte sobre a Lagoa do Imaruí como forma de melhorar a infraestrutura e gerar emprego e renda. Dilma disse ainda que o governo vai investir, em Santa Catarina, na duplicação das rodovias BR-470 e BR-280 e na construção do túnel do Morro dos Cavalos.
blog do Planalto

Construção de ponte sobre o Canal Laranjeiras, no Sul de Santa Catarina, deve ser concluída até 2014

Superintendente do Dnit em SC acredita que a vinda de Dilma reforça o compromisso com o prazo


Construção de ponte sobre o Canal Laranjeiras, no Sul de Santa Catarina, deve ser concluída até 2014 DNIT/Divulgação?DN
Trabalho junto ao consórcio vencedor está sendo feito para ser concluído até o final de julho de 2014 Foto: DNIT / DivulgaçãoDN
O superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) em Santa Catarina, João José dos Santos, acredita que a presença da presidente Dilma Rousseff em Laguna, no Sul de Santa Catarina, reforça o compromisso de concluir a construção da Ponte sobre o Canal Laranjeiras até o fim do primeiro semestre de 2014. A data seria cerca de um ano antes do que foi definido no contrato.

— Todo o trabalho junto ao consórcio vencedor está sendo feito para ser concluído até o final de julho de 2014. Acho que a vinda da presidente reforça esse compromisso e gera uma responsabilidade ainda maior. A empresa apresentou esse projeto e vamos acreditar que isso é possível — disse o superintendente.

Dilma esteve em Laguna na tarde desta segunda-feira para  assinar da ordem de serviço para a obra. A ponte sobre o Canal Laranjeiras é apontada como solução para um dos principais gargalos da duplicação da BR-101 no Sul de Santa Catarina.



Recepção ansiosa

Centenas de moradores, líderes comunitários, representantes de sindicatos, alunos de escolas locais e políticos acompanharam com expectativa o pouso do helicóptero com a presidente Dilma Rousseff no Terminal Pesqueiro de Laguna, no Sul de Santa Catarina.

Acompanhando um grupo com cerca de 20 crianças, todas uniformizadas com camisetas de uma escola local, uma menina de apenas 10 anos já parecia saber a importância que a obra terá para a região.

— Vai resolver um problema que existe desde que eu nasci — disse ela.

Ponte Anita Garibaldi
Antes do discurso de Dilma, um vídeo apresentando detalhes do projeto da ponte foi exibido em um telão na lateral do palanque. Entre atentos expectadores estava o deputado federal Ronaldo Benedet, líder da Frente Parlamentar em Defesa da das Obras de Duplicação da BR-101.

No que depender dele, a obra já tem nome definido.

— Aprovamos na Comissão de Viação e Transportes o nome da obra como Ponte Anita Garibaldi. Esse nome vai passar por outras duas comissões, mas estamos certos de que será aprovado — disse o deputado — É um momento muito emocionante, já que a presidente não só autorizou o início da obra como veio pessoalmente assinar — concluiu.

O prefeito de Laguna, Célio Antônio, reforçou a sugestão do nome.

— Aqui na terra de Anita Garibaldi, esse é um pedido especial nosso. O povo de Santa Catarina sabe reconhecer a importância dessa obra e o esforço do governo federal para essa realização — disse o prefeito.

Bateu o martelo
Dilma decidiu vir ao Estado durante a reunião do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) na quinta-feira, quando bateu o martelo sobre a ponte de Laguna. Ela também garantiu verba do PAC para outra grande obra da BR-101 Sul, o túnel duplo do Morro dos Cavalos, em Palhoça, além da duplicação da BR-470, entre Indaial e Itajaí. O montante liberado para as três pendências chegou a R$ 2,3 bilhões.

Mais do que garantir o início da obra em um dos três últimos gargalos da duplicação, a visita da presidente representa a retomada de investimentos do governo federal em rodovias de Santa Catarina quase um ano após as denúncias de corrupção no Ministério dos Transportes. É o retrato do retorno de licitações e contratos de oito estradas catarinenses na soma de R$ 4,7 bilhões.

>> Confira o vídeo com o projeto da ponte



>> Veja o mapa com as rodovias que irão receber investimento



Cristãos utilizam o Facebook para compartilhar a fé

No Reino Unido a internet é considerada um campo missionário com poder de alcançar muitas pessoas

Uma pesquisa feita no Reino Unido mostrou que os cristãos estão usando as redes sociais como Facebook, Twitter e Youtube para compartilharem sua fé com o mundo, pois eles acreditam que o espaço on-line é um campo de missão com alcance muito grande.
O estudo ouviu 700 cristãos e 84% deles concordaram que a internet é um campo missionário e 64% assumiram que usam as mídias sociais para promoverem suas crenças de forma intencional.
Mas o estudo também pesquisou quantos usuários dessas mídias utilizam o espaço para postar links de conteúdo cristão e o resultado foi que 71% desses internautas promovem esses links com conteúdo cristão ou valores missionais e 73% criam atalhos para compartilhar conteúdo sobre a fé em Cristo.
O interessante é que não apenas os jovens, mas pessoas de todas as idades utilizam essas novas ferramentas para evangelizar segundo o estudo que também constatou que para 79% dos entrevistados a melhor maneira de evangelizar é através dos relacionamentos.
Esse estudo foi divulgado coincidentemente com o lançamento de uma plataforma on-line para compartilhamento de recursos entre cristãos do Reino Unido, para que essas pessoas utilizem essas ferramentas de mídia social para expandir a fé em Jesus Cristo.
Com informações CPADNEWS

Fonte

segunda-feira, 21 de maio de 2012

MTV cria reality show cujo objetivo é perda da virgindade

My First é o nome do programa que deseja filmar “primeira vez” de jovens
por Jarbas Aragão


 
MTV cria reality show cujo objetivo é perda da virgindade
“Você quer levar seu relacionamento a um nível mais profundo? Você está pronto para perder a virgindade ou tem um(a) amigo(a) que está pronto(a)? A idade adulta é um momento para se explorar o mundo. Novas relações, novas experiências, incluindo as sexuais… Agora a MTV deseja capturar esse tipo de coisa em uma nova série chamada My First… Estamos à procura de adultos que pensam estar preparados para ir até o fim.
Deixe a MTV acompanhar a sua jornada… enquanto você tenta perder a virgindade! Nós estaremos filmando se você conseguiu ou não alcançar o objetivo … mas não o ato em si! Se você tem 18 anos ou mais e está disposta a permitir que a MTV o acompanhe nessa jornada em direção a sua “primeira vez”, envie-nos um e-mail”.
Essa é a mensagem que a rede MTV divulgou no início deste mês em seu site RealityWanted.com e através das redes sociais. Embora procure pessoas com 18 anos ou mais, a tentativa da rede de televisão cujo público-alvo é exatamente os jovens causou polêmica.
Provavelmente muitas pessoas se sentiriam atraídas pela chance de se tornar uma “celebridade instantânea” e aparecer na televisão para milhões de expectadores no mundo todo. Por enquanto, o reality show My First… [Meu primeiro...] está em fase de pré-produção. Algum tempo atrás, o canal exibia uma espécie de reality show que acompanhava a vida de meninas de 16 anos que já estavam grávidas.
A cultura pop parece não conhecer limites e os altos índices de audiência de programas desse tipo comprovam que o público realmente tem interesse em observar a vida alheia. O que está em jogo aqui não é um relacionamento, o amor e as consequências do sexo. Tudo que importa, com certeza, é audiência.
Inicialmente, a emissora queria 40 candidatos e dentre eles selecionaria apenas alguns. Mas rapidamente os protestos começaram e a MTV se defendeu, dizendo que era apenas uma pesquisa preliminar. A emissora não divulgou quantas pessoas se inscreveram.
Grupos conservadores alegaram que o antigo canal de música estava se transformando em um produtor de pornografia juvenil. Os comentários da noticia no site Christiansermon, por exemplo, representam bem o choque causado na comunidade cristã pela proposta. A maioria dos cristãos ficou indignada com a possibilidade de uma emissora de televisão fazer uma promoção descarada da promiscuidade e desprezo da instituição sagrada do matrimônio.
Depois da repercussão negativa na mídia, a emissora afirma que irá reformular a proposta, mas o jornal New York Post afirma que o programa será cancelado.
O que a MTV propôs pode ser legal do ponto de vista jurídico, afinal qualquer pessoa de 18 anos poderia assinar o contrato, mas e do ponto de vista moral? Os cristãos norte-americanos tem feito repetidas campanhas de boicote a programas de televisão que ofendam claramente alguns de seus valores. Este mês a série GCB ou Good Christian Bitches, foi cancelada pela rede  ABC após alguns patrocinadores perceberem que o público está mais atento ao conteúdo e às mensagens dos programas.
Além do boicote proposto por vários lideres cristãos, algumas marcas não quiseram mais associar seus produtos a um programa considerado anticristão.
fonte

Traduzido e adaptado de New York Post e Sermonaudio

Audiência pública debaterá o livre exercício de crenças e cultos religiosos


Se for aprovado, o projeto vai garantir os mesmos direitos da Igreja Católica para outras crenças religiosas
por Leiliane Roberta Lopes


 
Eduardo Suplicy, relator do projeto.
A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado aprovou na semana passada a formação de uma audiência pública para debater o livre exercício de crenças e cultos religiosos.
O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) é o relator do projeto na CAS e acredita que é necessário convidar especialistas para mostrarem suas opiniões sobre o tema. O projeto de Lei da Câmara (PLC 160/2009) tem como objetivo garantir os direitos fundamentais para crenças e cultos religiosos.
Com isso outras declarações de fé poderão possuir os mesmos direitos da Igreja Católica como, por exemplo, ter representantes nas capelanias das Forças Armadas, criar e administrar universidades, prestar serviços em hospitais e também para entidades de assistência social.
Suplicy diz que o debate foi recomendado pela assessoria jurídica e por estudiosos da área de religião, assim a proposta poderá ouvir todos os principais interessados no tema.
O PLC antes de chegar ao CAS foi aprovado pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) e depois de passar pelo CAS será examinado pelas comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).
fonte
Com informações Agência Senado

terça-feira, 15 de maio de 2012

Guerrilheiros da FARC aterrorizam cristãos na Colômbia

É nessa região que os militantes produzem cocaína e fazem diversos ataques para intimidar a população
por Leiliane Roberta Lopes


 
Guerrilheiros da FARC aterrorizam cristãos na Colômbia
De acordo com o site do Portas Abertas os cristãos de Caquetá, na Colômbia, têm enfrentado muitos ataques da parte das FARC (Forças Armadas Revolucionários da Colômbia) que além de bombardear animais e pessoas também impede que cultos e reuniões de oração aconteçam.
A região é fortemente dominada pelos guerrilheiros que não só promovem o comércio ilegal de drogas como também aterroriza a população tentando intimar não só os civis como também o governo.
Fontes do ministério Portas Abertas garantem que a vida dos cristãos espalhados naquela região está cada vez mais difícil, além de impedirem os cultos, até mesmo dentro de casas, os militantes não deixam que novas igrejas sejam abertas, que os pastores recebam visitas e nem que estrangeiros visitem o local.
Em janeiro um cristão teve sua casa invadida por guerrilheiros fortemente armados que, com a chegada da polícia, testemunharam dizendo que as armas eram do dono da casa. Ele foi preso e investigado até que o governo percebeu que ele não tinha nenhum envolvimento com as FARC.
Para piorar a situação os militantes estão recrutando forçadamente os jovens para que eles façam parte das milícias. Os pais estão preocupados e aterrorizados com a ideia de perderem seus filhos para as FARC a qualquer momento.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

“Casamento é uma relação entre homem e mulher”, diz Mitt Romney em discurso

O atual presidente americano é a favor, mas seu principal concorrente ganha apoio dos conservadores por se declarar contrário a união entre pessoas do mesmo sexo
por Leiliane Roberta Lopes


 
 “Casamento é uma relação entre homem e mulher”, diz Mitt Romney em discurso
O presidente Barack Obama ganhou desprezo de muitos eleitores quando se assumiu favorável ao casamento entre pessoas do mesmo sexo. Seu principal concorrente, Mitt Romney, declarou ser contra a união entre gays para assim tentar conquistar os votos dos evangélicos.
Por ser mórmon, Romney tem enfrentando muitas críticas durante sua campanha e muitas vezes tem que tentar não falar de assuntos religiosos durante a campanha para não atrair a reprovação da parte da população que não considera os mórmons como cristãos.
Mas depois da declaração de Obama, Romney teve uma grande chance de virar o jogo e por isso declarou que o “casamento é uma relação entre um homem e uma mulher”, em seu discurso em uma universidade cristã.
“Esses princípios são tão fundamentais que podem se transformar em objeto de debate democrático, como está ocorrendo com a imperecível instituição do casamento”, afirmou Romney que considerou a família como um dos “maiores bens culturais” pois passam valores básicos de responsabilidade pessoas, dignidade do trabalho e compromissos.
O ex-governador do estado de Massachusetts não citou seu concorrente, até porque estava discursando diante de novos formandos, por isso focou seu discurso em inspirar esses novos profissionais.
Mas seus assessores acreditam que seu posicionamento sobre a união homossexual pode beneficiar a campanha de Romney já que Obama ganhou a rejeição de muitos eleitores depois de se declarar favorável ao tema.
Com informações EFE

Barack Obama apoia casamento entre pessoas do mesmo sexo

Presidente cristão contraria a maioria da população que se declara protestante nos Estados Unidos

O presidente americano Barack Obama, que está em plena campanha eleitoral para ser reeleito, afirmou nesta quarta-feira (9) que é a favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo.
O tema entrou em questão durante uma entrevista onde o presidente afirmou que as relações homoafetivas podem ser consideradas como uma “evolução” e que ele tem discutido o assunto com membros da sua equipe que são assumidamente gays e também com sua esposa e filhas.
“Devo dizer que ao longo de anos eu venho falando com amigos, família e vizinhos e, quando eu penso em membros da minha própria equipe que estão em relações monogâmicas homossexuais, que estão criando crianças juntos, quando eu penso em soldados, pilotos, fuzileiros ou marinheiros que estão lutando em nosso nome e ainda se sentem constrangidos, mesmo agora quando a Don’t Ask Don’t Tell [política que proibia pessoas abertamente gays nas Forças Armadas] já não existe, porque não podem assumir suas relações, eu chego à conclusão que para mim pessoalmente é importante seguir e afirmar que casais do mesmo sexo devem poder se casar”, disse Obama.
Ainda nessa participação no programa “Good Morning América”, o presidente americano deixou claro que sua posição sobre o tema é pessoal e que é a favor de que cada estado norte-americano decida sobre aceitar ou não a união civil entre homossexuais.
O assunto veio à tona, pois na terça-feira o estado da Carolina do Norte aprovou uma lei, votada pela população, que bane a união entre homossexuais. Já são 31 estados, dos 50 pertencentes aos Estados Unidos, que não consideram como casamento a união entre pessoas do mesmo sexo.

Garota de 13 anos inventa pirulito que acaba com o soluço

Empresa já comprou a idéia e produto deve ser comercializado em poucos meses

por Redação Galileu
Editora Globo
Seus problemas acabaram: o Hiccupops vem aí               //Crédito: ShutterStock
Não é novidade pra ninguém que soluço é uma das coisas mais irritantes que existem. Agora, o que certamente pode ser chamado de novidade é que essa coisa chata e incômoda já tem solução. A responsável pela façanha é uma garota norte-americana de apenas 13 anos.
Só mesmo a teimosia e criatividade infantis para resolver um dos problemas que atormentam a Humanidade a mais tempo. Durante o verão de 2010, Mallory Kievman, claro, teve uma crise de soluço. E, claro, ela tentou todos os métodos folclóricos para se livrar deles: engolir água salgada, engolir açúcar, beber água de cabeça pra baixo, até se auto amordaçar e tomar suco de picles a menina tentou. Depois de um tempo, o soluço foi embora naturalmente, mas ela não se deu por satisfeita. Ficou dois anos batendo a cabeça e testando mais de 100 fórmulas capazes de combater o problema de maneira eficaz, até que criou o Hiccupops, um pirulito que cura o soluço.
A invenção é composta de vinagre de maçã e açúcar. De acordo com a garota, essa combinação “provoca uma reação nos nervos da garganta e da boca responsáveis pelo ato de soluçar. Quando estimulados em excesso, esses nervos cancelam a mensagem que desencadeia o soluço. Simples, não?
De tão genial e promissora, a idéia já foi acolhida pela empresa Startup Connecticut. Agora, a menina de 13 anos está liderando uma equipe de estudantes de MBA para começar a vender o produto dentro dos próximos meses.
Gostou da idéia? A invenção já tem um e-mail para tirar as dúvidas dos mais ansiosos – e curiosos: info@hiccupops.com

fonte

sábado, 12 de maio de 2012

Feliz dia das mães!


Pílulas de carne humana em pó são encontradas pela alfândega sul coreana



Alegações de que as cápsulas estavam sendo contrabandeadas da China, surgiram na televisão

por Redação Galileu

Editora Globo
Pílulas de carne humana são encontradas na Coréia do Sul // Crédito: Shutterstock
A alfândega da Coréia do Sul declarou ter encontrado mais de 17 mil pílulas contrabandeadas da China, desde agosto de 2011. Segundo os oficiais, as pílulas são de carne em pó de bebês e fetos mortos, que alguns consideram curar doenças e aumentar a resistência. As autoridades declararam que o conteúdo estava repleto de bactérias e oferecia sérios riscos à saúde.

“Foi confirmado que as cápsulas contêm materiais nocivos ao corpo humano, tais como superbactérias. Precisamos tomar medidas mais duras para proteger a saúde pública”, disse um oficial da alfândega ao Korea Times.

A agência de notícias Yonhap, divulgou que o transporte de remédios que chega do Nordeste da China ao país, terá as inspeções intensificadas. Outros veículos internacionais divulgaram que as pílulas teriam sido tingidas e misturadas com outras caixas de remédios para disfarçar o contrabando.

Suspeitas de que as cápsulas de carne humana estavam sendo traficadas do nordeste da China para a Coréia do Sul surgiram no ano passado em um documentário da televisão sul-coreana. Na época, o Ministério da Saúde da China disse que estava investigando as denúncias feitas no programa.

Todas as pílulas foram confiscadas, mas ninguém foi preso porque a quantidade foi considerada insuficiente além de não serem destinadas à venda.
fonte

E se você enxergasse como uma águia?


Nossa visão é 5 vezes pior que a dela, pelo menos por enquanto

por Redação Galileu
Editora Globo
Esses olhos intimidam e podem ir muito além do que podemos imaginar //Crédito: ShutterStock
Você já se perguntou até onde sua visão consegue ir? Do alto de uma montanha, em uma noite escura, você enxergaria a chama de uma vela a 48 quilômetros de distância. Surpreendentemente longe, não? Mas e se seus olhos tivessem a mesma capacidade que os de uma águia? Bem, talvez você ficasse envergonhado com seus meros 48 quilômetros...
Vamos lá. O primeiro exemplo: nossos olhos ficariam 30º mais distantes do centro de nosso rosto, o que representaria nada mais nada menos que quase o dobro de campo de visão que nós já temos. De 180º, passaria para 340º: o suficiente para enxergar atrás de nossos corpos. Com isso, provavelmente ficaríamos girando nossa cabeça o tempo todo, já que perceberíamos muito mais coisas de uma só vez.
Nossas atividades diárias não seriam transformadas com a super visão. Achar a caixa de leite dentro da geladeira continuaria levando mais ou menos o mesmo tempo de sempre - o que mudaria seria a chamada visão de longe. Em linhas gerais, o olho de uma águia é de quatro a cinco vezes mais potente que o nosso. Essa característica é peculiar à animais de caça, que dependem estritamente de sua visão para conseguir o pão de cada dia.
Existem duas diferenças principais entre nossos olhos e os dá águia. Em primeiro lugar, as retinas delas possuem muito células detectoras de luz, o que as confere uma espécie de visão em HD, repleta de detalhes. A segunda característica é a profundidade da fóvea das águias. É nessa região que se forma a imagem que será transmitida ao cérebro. Enquanto a nossa fóvea tem a forma parecida com o de uma bacia, a da águia é mais profunda e convexa . Esse formato faz com que seus olhos funcionem como uma lente teleobjetiva, o mesmo tipo utilizado por fotógrafos para tirarem fotos de muito longe. Do décimo andar de um prédio, por exemplo, enxergaríamos uma formiga rastejando no chão. Em um estádio de futebol, seria possível perceber a expressão de cada jogador, mesmo no local mais alto da arquibancada.
A percepção de cores das águias também é altamente superior à nossa. Além de distinguir com muito mais clareza as diferentes nuances das cores, elas enxergam luz ultravioleta, recurso necessário para flagrar, lá do alto, o rastro de urina de pequenas presas. Apesar dessa característica em especial ser mais nojenta do que útil, pelo menos para os humanos, cientistas estão trabalhando para que nossa visão, um dia, chegue literalmente mais perto da águia.
fonte

....♥ CARTA DE UMA MÃE PARA SUA FILHA ♥....



‎....♥ CARTA DE UMA MÃE PARA SUA FILHA ♥....

Minha querida menina, no dia que você perceber que estou envelhecendo,
eu peço a você para ser paciente, mas acima de tudo, tentar entender pelo o
que estarei passando.

Se quando conversarmos, eu repetir a mesma coisa dezenas de vezes, não me interrompa dizendo: “Você disse a mesma coisa um minuto atrás”. Apenas ouça,
por favor. Tente se lembrar das vezes quando você era uma criança e eu li a
mesma história noite após noite até você dormir.

Quando eu não quiser tomar banho, não se zangue e não me encabule.
Lembra de quando você era criança eu tinha que correr atrás de você dando desculpas e tentando colocar você no banho?

Quando você perceber que tenho dificuldades com novas tecnologias, me dê
tempo para aprender e não me olhe daquele jeito...lembre-se, querida, de como
eu pacientemente ensinei a você muitas coisas, como comer direito, vestir-se, arrumar seu cabelo e lhe dar com os problemas da vida todos os dias...o dia que você ver que estou envelhecendo, eu lhe peço para ser paciente, mas acima de
tudo, tentar entender pelo o que estarei passando.

Se eu ocasionalmente me perder em uma conversa, dê-me tempo para lembrar
e se eu não conseguir, não fique nervosa, impaciente ou arrogante.
Apenas lembre-se, em seu coração, que a coisa mais importante para mim é
estar com você.

E quando eu envelhecer e minhas pernas não me permitirem andar tão rápido
quanto antes, me dê sua mão da mesma maneira que eu lhe ofereci a minha em seus primeiros passos.

Quando este dia chegar, não se sinta triste. Apenas fique comigo e me entenda, enquanto termino minha vida com amor. Eu vou adorar e agradecer pelo tempo
e alegria que compartilhamos. Com um sorriso e o imenso amor que sempre tive
por você, eu apenas quero dizer, "eu te amo minha querida filha”.

(Fonte: Spring in the Air)

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Bancada religiosa barra votação da “pensão gay”

O boicote da reunião foi arquitetado para defender dois interesses; impedir a criação do imposto de grandes fortunas e barrar pensão para dependentes homossexuais
por Leiliane Roberta Lopes


 
 Bancada religiosa barra votação da “pensão gay”
Os parlamentares católicos e evangélicos se juntaram a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e conseguiram derrubar a aprovação do projeto que criaria a Contribuição Social das Grandes Fortunas (CSGF) que seria destinado para a Saúde.
O boicote da reunião foi arquitetado para defender dois interesses: o da CNI de impedir a criação do imposto de grandes fortunas e dos religiosos que votariam sobre o projeto que cria direitos previdenciários para dependentes de homossexuais.
“Tinham duas matérias polêmicas na pauta (pensão para gays e taxação de grandes fortunas). No final, a articulação desses dois setores, que é regimental, deu certo e os dois lados saíram vitoriosos”, disse o advogado Paulo Fernando Melo, assessor das bancadas religiosas do Congresso.
Quando iniciou a votação os parlamentares do PSDB e do DEM foram os primeiros a deixarem o plenário. Se fosse votada e aprovada a CSGF destinaria R$14 bilhões por ano para a saúde.
Esse dinheiro seria arrecadado de 38 mil brasileiros que possuem patrimônio a partir de R$4 milhões sendo a última faixa acima de R$115 milhões.
Apenas R$10 bilhões viria de 600 pessoas que são as mais afortunadas do país, segundo diz o autor do projeto, o deputado Doutor Aluizio Júnior. Quem é contra essa proposta diz que a medida pode afastar os investidores do Brasil com medo dos impostos.
O projeto até chegou a ser votado, mas apenas 17 deputados estavam na sessão, deles 14 votaram a favor, entre eles a relatora do projeto a deputado Jandira Feghal (PCsoB-RJ), mas ao verificar o quórum eram precisos 19 votantes ao todo, mas os outros deputados foram saindo ao longo da sessão.
Entre os que abandonaram a votação estão os deputados evangélicos Pastor Eurico (PSB-PE) que até chegou a discursar sobre o projeto, mas saiu sem votar e o pastor Marco Feliciano (PSC-SP) que saiu no início da votação.
Com informações Extra
Fonte

Bíblia Digital x Impressa: a tecnologia sendo usada para expandir a mensagem de Deus

Hoje é possível fazer o download de Bíblias Digitais gratuitamente para celulares e tablets, mas cristãos mais conservadores relutam em trocar o livro impresso
por Leiliane Roberta Lopes


Bíblia Digital x Impressa: a tecnologia sendo usada para expandir a mensagem de Deus
A tecnologia tem mudado todos os tipos de relacionamentos, até mesmo em assuntos religiosos. Hoje é possível assistir cultos pela internet, ouvir rádios e canções gospel pelo celular e até mesmo ler a Bíblia sem precisar levar O Livro Sagrado com você.
A Bíblia é um dos poucos objetos que tiveram seu significado relacionado ao seu conteúdo e exatamente por esse motivo é que a forma digital das Sagradas Escrituras ainda gera controvérsia entre cristãos.
Foi para explicar esse dilema que a Sociedade Bíblica do Brasil realizou durante a Flic 2012 (Feira Literária Internacional Cristã) uma palestra sobre “A Bíblia no Mundo Digital”, ministrada por Elismar Vilvock, editor-assistente de Publicações Eletrônicas.
Brevemente, Vilvock falou de como o computador se tornou um aliado na fabricação e impressão de Bíblias até que a tecnologia passou a usar os textos Sagrados digitalizados através da Bíblia Online que era um CD que precisava ser instalado nos computadores.
A cada novo passo do mundo da informática novos modelos digitais foram surgindo até que hoje a SBB possui dois projetos que são a Biblioteca Digital da Bíblia (Libronix) e a Bíblia Digital Glow que são produtos para leitura e estudo das Escrituras.
Mas esses não são os únicos programas disponíveis, encontramos diversos programas digitais onde é possível acessar os livros bíblicos de qualquer lugar com acesso a internet ou até mesmo em arquivos off-line.
Usuários de tablets e smartphones já podem encontrar aplicativos gratuitos contendo a Bíblia Digital, de forma prática e rápida você poderá meditar na Palavra de Deus de qualquer lugar.
Muitos pastores já estão usando essa nova tecnologia nos cultos, deixando em casa o livro impresso e levando consigo o modelo digital para usar nas pregações. Enquanto muitos aderem a essa novidade, outros relutam dizendo que a Bíblia (objeto) é insubstituível.
No que diz respeito ao conteúdo não há diferenças, o que muda é apenas a praticidade de locomoção e a modernidade usada para produzir esses arquivos digitais. Mas o leitor poderá escolher se deseja ou não usar o modelo digital, pois no que depender da SBB as Bíblias impressas continuarão a ser fabricas.

terça-feira, 8 de maio de 2012

Uma estória emocionante sobre casamento




Naquela noite,enquanto minha esposa servia o jantar, eu segurei sua mão e
disse: "Tenho algo importante para te dizer". Ela se sentou e jantou sem
dizer uma palavra. Pude ver sofrimento em seus olhos.

De repente, eu também fiquei sem palavras. No entanto, eu tinha que dizer
a ela o que estava pensando.Eu queria o divórcio. E abordei o assunto
calmamente.

Ela não parecia irritada pelas minhas palavras e simplesmente perguntou
em voz baixa: "Porquê?"
Eu evitei respondê-la, o que a deixou muito brava. Ela jogou os talheres
longe e gritou "você não é homem!" Naquela noite, nós não conversamos
mais. Pude ouví-la chorando. Eu sabia que ela queria um motivo para o fim
do nosso casamento. Mas eu não tinha uma resposta satisfatória para esta
pergunta. O meu coração não pertencia a ela mais e sim a Jane. Eu
simplesmente não a amava mais, sentia pena dela.
Me sentindo muito culpado, rascunhei um acordo de divórcio, deixando para
ela a casa, nosso carroe 30% das ações da minha empresa.

Ela tomou o papel da minha mão e o rasgou violentamente. A mulher com
quem vivi pelos últimos 10 anos se tornou uma estranha para mim. Eu fiquei
com dó deste desperdício de tempo e energia mas eu não voltaria atrás do
que disse, pois amava a Jane profundamente. Finalmente ela começou a
chorar alto na minha frente, o que já era esperado. Eu me senti libertado
enquanto ela chorava. A minha obsessão por divórcio nas últimas semanas
finalmente se materializava e o fim estava mais perto agora.

No dia seguinte, eu cheguei em casa tarde e a encontrei sentada na
mesa escrevendo. Eu não jantei, fui direto para a cama e dormi
imediatamente,pois estava cansado depois de ter passado o dia com a Jane.


Quando acordei no meio danoite, ela ainda estava sentada à mesa,
escrevendo. Eu a ignorei e volteia dormir.

Na manhã seguinte, ela me apresentou suas condições: ela não queria
nada meu, mas pedia um mês de prazo para conceder o divórcio. Ela pediu
que durante os próximos 30 dias a gente tentasse viver juntos de forma
mais natural possivel. As suas razões eram simples: o nosso filho faria
seus exames no próximo mês e precisava de um ambiente propício para
prepar-se bem,sem os problemas de ter que lidar com o rompimento de seus
pais.

Isso me pareceu razoável, mas ela acrescentou algo mais. Ela me lembrou do
momento em que eu a carreguei para dentro da nossa casa no dia em que nos
casamos e me pediu que durante os próximos 30 dias eu a carregasse para
fora da casa todas as manhãs. Eu então percebi que ela estava
completamente louca mas aceitei sua proposta para não tornar meus próximos
dias ainda mais intoleráveis.

Eu contei para a Jane sobre o pedido da minha esposa e ela riu muito
e achou a idéia totalmente absurda. "Ela pensa que impondo condições assim
vai mudar alguma coisa; melhor ela encarar a situação e aceitar
o divórcio", disse Jane em tom de gozação.

Minha esposa e eu não tínhamos nenhum contato físico havia muito tempo,
então quando eu a carreguei para fora da casa no primeiro dia, foi
totalmente estranho. Nosso filho nos aplaudiu dizendo "O papai está
carregando a mamãe no colo!" Suas palavras me causaram constrangimento. Do
quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa, eu devo ter
caminhado uns 10 metros carregando minha esposa no colo. Ela fechou os
olhos e disse baixinho "Não conte para o nosso filho sobre o divórcio" Eu
balancei a cabeça mesmo discordando e então a coloquei no chão assim que
atravessamos a porta de entrada da casa. Ela foi pegar o ônibus para o
trabalho e eu dirigi para o escritório.

No segundo dia, foi mais fácil para nós dois. Ela se apoiou no meu
peito,eu senti o cheiro do perfume que ela usava. Eu então percebi que há
muito tempo não prestava atenção a essa mulher. Ela certamente tinha
envelhecido nestes últimos 10 anos, havia rugas no seu rosto, seu cabelo
estava ficando fino e grisalho. O nosso casamento teve muito impacto nela.
Por uns segundos,cheguei a pensar no que havia feito para ela estar neste
estado.

No quarto dia, quando eu a levantei, senti uma certa intimidade maior
como corpo dela. Esta mulher havia dedicado 10 anos da vida dela a mim.

No quinto dia, a mesma coisa. Eu não disse nada a Jane, mas ficava a
cada dia mais fácil carregá-la do nosso quarto à porta da casa. Talvez
meus músculos estejam mais firmes com o exercício, pensei.

Certa manhã, ela estava tentando escolher um vestido. Ela experimentou uma
série deles mas não conseguia achar um que servisse. Com um suspiro,ela
disse "Todos os meus vestidos estão grandes para mim". Eu então percebi
que ela realmente havia emagrecido bastante, daí a facilidade em
carregá-la nos últimos dias.

A realidade caiu sobre mim com uma ponta de remorso... ela carrega
tanta dor e tristeza em seu coração..... Instintivamente, eu estiquei o
braço e toquei seus cabelos.

Nosso filho entrou no quarto neste momento e disse "Pai, está na hora de
você carregar a mamãe". Para ele, ver seu pai carregando sua mão todas as
manhãs tornou-se parte da rotina da casa. Minha esposa abraçou nosso filho
e o segurou em seus braços por alguns longos segundos. Eu tive que sair de
perto, temendo mudar de idéia agora que estava tão perto do meu objetivo.
Em seguida, eu a carreguei em meus braços, do quarto para a sala, da sala
para a porta de entrada da casa. Sua mão repousava em meu pescoço. Eu a
segurei firme contra o meu corpo. Lembrei-me do dia do nosso casamento.

Mas o seu corpo tão magro me deixou triste. No último dia, quando eu
a segurei em meus braços, por algum motivo não conseguia mover minhas
pernas.Nosso filho já tinha ido para a escola e eu me vi pronunciando
estas palavras:"Eu não percebi o quanto perdemos a nossa intimidade com o
tempo".

Eu não consegui dirigir para o trabalho... fui até o meu novo futuro
endereço,saí do carro apressadamente, com medo de mudar de idéia...Subi
as escadase bati na porta do quarto. A Jane abriu a porta e eu disse a
ela "Desculpe Jane. Eu não quero mais me divorciar".

Ela olhou para mim sem acreditar e tocou na minha testa "Você está com
febre?" Eu tirei sua mão da minha testa e repeti "Desculpe,Jane. Eu não
vou me divorciar. Meu casamento ficou chato porque nós não soubemos
valorizar os pequenos detalhes da nossa vida e não por falta de amor.
Agora eu percebi que desde o dia em que carreguei minha esposa no dia do
nosso casamento para nossa casa, eu devo segurá-la até que a morte nos
separe.

A Jane então percebeu que era sério. Me deu um tapa no rosto, bateu a
porta na minha cara e pude ouví-la chorando compulsivamente. Eu voltei
para o carro e fui trabalhar.

Na loja de flores, no caminho de volta para casa, eu comprei um buquê
de rosas para minha esposa. A atendente me perguntou o que eu gostaria
de escrever no cartão. Eu sorri e escrevi: "Eu te carregarei em meus
braços todas as manhãs até que a morte nos separe".

Naquela noite, quando cheguei em casa, com um buquê de flores na mão e um
grande sorriso no rosto, fui direto para o nosso quarto onde
encontrei minha esposa deitada na cama - morta.
Minha esposa estava com câncer e vinha se tratando a vários meses, mas eu
estava muito ocupado com a Jane para perceber que havia algo errado com
ela. Ela sabia que morreria em breve e quis poupar nosso filho dos efeitos
de um divórcio - e prolongou a nossa vida juntos proporcionando ao nosso
filho a imagem de nós dois juntos toda manhã. Pelo menos aos olhos do meu
filho, eu sou um marido carinhoso.

Os pequenos detalhes de nossa vida são o que realmente contam num
relacionamento.Não é a mansão, o carro, as propriedades, o dinheiro no
banco. Estes bens criam um ambiente propício a felicidade mas não
proporcionam mais do que conforto. Portanto, encontre tempo para ser amigo
de sua esposa, faça pequenas coisas um para o outro para mantê-los
próximos e íntimos. Tenham um casamento real e feliz!

Se você não dividir isso com alguém, nada vai te acontecer.

Mas se escolher compartilhar para alguém, talvez salve um casamento.
Muitos fracassados na vida são pessoas que não perceberam que estavam
tão perto do sucesso e preferiram desistir..

Valorize quem realmente te ama..Pense nisso!


fonte: redes sociais:autor desconhecido

Sula Miranda deixa gospel e volta ao sertanejo para celebrar carreira

"Rainha dos Caminhoneiros" voltou a gravar músicas de amor em novo trabalho


 
Sula Miranda deixa gospel e volta ao sertanejo para celebrar carreira
Depois de mais de cinco anos de dedicação exclusiva à música gospel e a outros projetos pessoais, a cantora Sula Miranda está retornando aos palcos sertanejos para comemorar seus 25 anos de carreira solo. Ela ficou marcada como “a Rainha dos Caminhoneiros” durante anos e conquistou uma legião de fãs entre os motoristas de caminhão.
Agora, segundo ela, tentará conciliar esses dois aspectos de sua carreira. “Eu hoje vou seguir com as duas carreiras, que acaba sendo uma só, pois eu sou uma só e tem de deixar de lado a divisão, pois há muitos outros cantores da música popular brasileira que também professam sua fé, como o Roberto Carlos, que sempre professou a fé dele. Eu vou continuar cantando sertanejo, retomei esse ano, mas o meu CD também vai ter músicas que professem a fé, que falem de Jesus, que levem também a palavra de Deus de alguma forma para esse público”, disse ela em entrevista ao portal Terra.
Sula afirma que o carinho que sempre recebeu dos caminhoneiros foi determinante para sua decisão de voltar à vida da estrada.
“Na música sertaneja, se você for observar, desde lá de trás, do Tonico e Tinoco, sempre havia uma música de peão boiadeiro e uma música de caminhoneiro. E como tinham poucas mulheres e poucas pessoas mais jovens, eu fui praticamente a única mulher em carreira solo que acabou se destacando por conta disso. Eu canto música sertaneja, mas não a vida do caminhoneiro e sim da esposa do caminhoneiro. Como os que vieram antes de mim eram homens, eles cantavam “estou na estrada, estou cansado”. E eu canto a vida da esposa do caminhoneiro, falo da saudade”, explicou.
Para ela, a sua relação com os caminhoneiros começou quase por acaso, “Começou quando eu lancei o primeiro disco e a música de trabalho se chamava Caminhoneiro do Amor. Por conta dela, que foi a de maior sucesso e virou um marco na minha carreira, a imprensa começou a me chamar de Rainha dos Caminhoneiros. A classe comprou essa ideia e, desde então, acabei assumindo essa condição”.
A cantora, que também dirige caminhões, disse que nunca se desligou dessa imagem e a usou, inclusive, para fazer algumas campanhas, junto o Governo. “Eu sempre fui convidada para fazer alguma coisa relacionada… Eu fiz contra prostituição infantil, antidrogas, contra o rebite. Nem sempre junto ao governo, mas também com empresas que levantavam algumas dessas bandeiras. Sempre aceitei fazer”.

segunda-feira, 7 de maio de 2012