sexta-feira, 29 de julho de 2011

Um saco de pregos



Era uma vez um menininho que tinha um mau temperamento. Um dia o seu pai lhe deu um saco de pregos e mandou que ele pregasse um prego na porta do seu quarto cada vez que agisse movido pela raiva.

No primeiro dia, o menino pregou cinco. E o seu pai o aconselhou a ser mais calmo.

Nas semanas seguintes ele foi aprendendo a se controlar e o número de pregos diminuiu.

Depois de muitos dias e muitos pregos, finalmente o menino não ficou com raiva nem uma única vez e foi correndo contar para seu pai.
- Então, meu filho, agora que você aprendeu a se controlar, arranque todos os pregos da sua porta.

Depois de arrancá-los, o menino olhou para o pai e disse:
- Puxa, pai, como a porta ficou feia, toda esburacada.
- É meu fiho, é assim mesmo. Quando agimos movidos pela raiva, vamos deixando ferimentos profundos no coração das pessoas. Marcas difíceis de se apagar.


Sejam moderados, mostrando toda a mansidão para com todos os homens.Tito 3.2

Um comentário:

  1. Caroline Rodrigues Hames29 de julho de 2011 19:39

    É realmente, quem bate esquece, quem apanha jamais esquecerá. Mas o meu Deus é o todo soberano, poderoso e minha Graça é melhor do que viver e o meu coração transborda de tanto amor. Ooo Glória. Aleluia!
    A Paz esteja contigo!

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário.
Volte sempre!
um forte abraço e que Deus continue lhe abençoando!